Preso liga de celular para ouvidoria e reclama de cadeia .Os familiares poderiam fazer o mesmo .... 
Detento queria denunciar condições precárias da cadeia em Itajubá, no sul de Minas



Nenhum aparelho foi encontrado no presídio de Itajubá depois da denúncia
A Ouvidoria Geral do Estado recebeu uma ligação inusitada no último mês: um homem que se identificou como detento do presídio de Itajubá, no sul de Minas, queria denunciar as condições precárias da cadeia. O preso afirmou que usava um celular de dentro da cela para reclamar do sistema prisional.   
A ligação foi repassada para a diretoria de atendimento, que informou não poder registrar a denúncia porque o uso de celular dentro das celas se configura como crime. 
O ouvidor do Sistema Penitenciário, Marcelo Costa, explica que não é possível confirmar se a chamada partiu do presídio.   
— Não temos equipamentos para saber se realmente partiu de um preso, pode ter vindo de qualquer lugar. A quebra de sigilo só seria possível se ocorresse antes da ligação. De toda forma, o diretor de atendimento informou que aquilo seria uma prática criminosa, e a Ouvidoria não poderia compactuar com isso. A pessoa não quis se identificar e repassamos o caso para o setor de inteligência da Defesa Social.   
Em nota, a Seds relata que "não há qualquer comprovação que a ligação recebida pela Ouvidoria Geral do Estado tenha sido feita de dentro de unidade prisional" e que a direção do presídio de Itajubá instaurou procedimento interno para apurar o caso. Semanalmente são feitas varreduras nas celas em busca de materiais irregulares. Na semana em que a ouvidoria recebeu a ligação, nenhum aparelho celular foi descoberto na unidade prisional.